“Time For a Break” – Um debate inspirador, com mulheres líderes do agro, e um grande lançamento no painel da Guarany

24/11/2021

“Time For a Break” – Um debate inspirador, com mulheres líderes do agro, e um grande lançamento no painel da Guarany

O painel patrocinado pela Guarany durante o 6º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio (CNMA), deu voz ao debate em torno do tema: “As indústrias de equipamentos agrícolas estão preparadas para atender o público feminino? ”. O bate papo foi conduzido pela jornalista Andréia Fogaça e contou com a participação de quatro mulheres, referências em suas áreas de atuação, Jéssica Barbosa, engenheira agrônoma e Gerente de Relacionamento do canal AgroMulher; Roseli Giachini, produtora rural, engenheira agrônoma e Coordenadora da Agroligadas; Natália Corniani, Integrated Crop Management Advisor da Cabi Brasil e Alida Bellandi, Presidente da Guarany e Vice-Presidente da ABIMAQ.

Durante a mesa-redonda as participantes mostraram suas realidades e diferentes pontos de vista sobre o papel da mulher na agricultura familiar, a importância das indústrias em desenvolver equipamentos mais anatômicos para o corpo feminino e o aumento da mulher na parte produtiva das fazendas.

“A mulher no campo é sinônimo de inovação, o que eu mais presencio no campo são mulheres que tomam a frente quando o assunto é otimização e melhorias. As mulheres são mais abertas às mudanças e melhorias no campo”, contou Jéssica Barbosa.

Para Roseli Giachini, o grande desafio está nas indústrias de equipamentos agrícolas, que ainda não enxergaram o crescimento da mulher do campo. “Hoje quando a gente pensa em máquinas agrícolas, nenhuma empresa pensou estritamente em produzir algo para o público feminino, existem apenas adaptações e para mim é inovador pensar em uma máquina desenvolvida para a minha estrutura e o meu biofísico”, apontou a Coordenadora da Agroligadas.

Para a Integrated Crop Management Advisor da Cabi Brasil, Natália, além do investimento das indústrias em equipamentos, também é primordial fazer investimentos na educação e capacitação dos pequenos agricultores, tanto no mercado brasileiro quanto no exterior.

“Eu acredito que a educação é a base, é o pilar para todos os setores da sociedade, seja no Brasil ou no exterior, e no setor agrícola não poderia ser diferente, se almejamos promover a segurança das pessoas no campo, promover o cuidado com o meio ambiente, atingir altas produtividades de maneira segura e sustentável, é primordial capacitar os agricultores”, relatou Natália.

Ela ainda complementou, “Nós devemos pensar na capacitação e transferência de tecnologia como uma chave para promover a saúde laboral, do meio ambiente e dos nossos cultivos para chegar um alimento sadio à nossa mesa”.

A Presidente da Guarany, Alida Bellandi, finalizou o debate reforçando e mostrando a força da Guarany no setor agro, uma empresa quase centenária, que se preocupa com o bem-estar dos pequenos e médios produtores.

Após esse debate inspirador, com um tema tão importante, a Guarany ainda realizou um grande lançamento, o primeiro pulverizador costal do mundo desenvolvido para mulheres.

O projeto, que possui em seu DNA a tradicional qualidade da marca Guarany, foi desenvolvido em conjunto com a Faculdade de Engenharia Agrícola da Unicamp e com a renomada empresa de design Chelles e Hayashi, a fim de oferecer mais ergonomia, conforto e praticidade, respeitando o corpo feminino.

Projetado para aplicação de defensivos agrícolas e adubos foliares, o Pulverizador Costal de Alavanca Balance W tem uma estrutura com base maior e centro de gravidade mais baixo, o que proporciona mais estabilidade e equilíbrio durante o manuseio, além de melhor apoio durante o abastecimento.

Dentre os principais diferenciais do equipamento está o tanque, que foi projetado respeitando as particularidades do corpo feminino, garantindo maior conforto durante as jornadas de trabalho, e o conjunto de descarga S7 com duas travas, sendo a adicional de segurança para evitar a pulverização acidental.

Seja em posições de liderança ou com o pé no campo, as mulheres estão ganhando espaço e se mostram cada vez mais capacitadas para atuar no mercado agro. E agora podem contar com um equipamento desenvolvido para elas!