4 dicas essenciais para cuidar da sua gestão financeira rural

27/07/2020

4 dicas essenciais para cuidar da sua gestão financeira rural

A agricultura no Brasil tem crescido significativamente nos últimos anos e a dinâmica da administração dos negócios agrícolas ficou muito mais complexa. As empresas rurais vêm tendo cada vez menos margem de manobra para tomar decisões de gestão de riscos e, por isso, as finanças precisam estar preparadas para lidar com a volatilidade e o crescimento.

Como um banco especializado no agronegócio, o Rabobank reconhece o poder de compartilhar conhecimento e entende a relevância da empreendedora rural nos processos de gestão e governança das empresas agrícolas. Por isso, Pollyana Saraiva, Head de Rural Banking do Rabobank Brasil, está confirmada para participar do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio 2020 e já adianta quatro dicas essenciais para uma boa gestão financeira.

1 – Cuide do seu caixa

O caixa é um fator chave do seu negócio. Mesmo com boas previsões de resultado no final da safra, muitas propriedades agrícolas correm o risco de desequilibrar as suas finanças no meio do caminho por falta de liquidez. Os custos de produção e os investimentos ao longo da safra podem pesar no seu orçamento, por isso planeje e monitore mensalmente as entradas e saídas de caixa para evitar surpresas.

2 – Proteja a margem do seu negócio

Uma gestão de riscos adequada diminui o impacto das variações no resultado da sua empresa. Por isso, é importante garantir a margem do seu negócio e se proteger da volatilidade do mercado. Conhecer muito bem os seus custos, definir a margem esperada e estabelecer uma política de comercialização e de proteção cambial são boas práticas para garantir estabilidade nas margens.

3 – Tenha informações confiáveis e monitore a saúde financeira do seu negócio

Controles precisos, sistemas, análises de custos e contabilidade gerencial são ferramentas de gestão importantes para um empreendimento de sucesso. A disciplina nos controles fornece informações valiosas, por isso é fundamental que os dados estejam sempre disponíveis e sejam confiáveis para embasar as decisões. Comece pelo básico: separe as despesas pessoais e da empresa e registre todas as transações do dia a dia.

Outro ponto essencial é ter parâmetros pré-definidos. Assim como o médico avalia a saúde de um paciente por meio de exames, é preciso analisar os seus números com indicadores financeiros. A liquidez e a capacidade de pagamento, por exemplo, mostrarão se a empresa está saudável ou não do ponto de vista financeiro. Para isso, tenha as informações organizadas, elabore uma projeção de longo prazo e faça simulações de premissas, bem como testes de planos de crescimento para avaliar os impactos no seu negócio.

4 – Olhe para o futuro e analise as tendências da cadeia

A gestão de uma empresa rural também requer um olhar para os fatores e tendências da cadeia, como consumo, sustentabilidade e inovação. Essa visão de futuro é fundamental para que a empresa seja capaz de realizar as mudanças necessárias no momento certo para manter a sua liderança de mercado.

A empresa rural precisa de planejamento estratégico para o desenvolvimento sustentável de toda a cadeia e a força feminina faz toda a diferença neste processo. As mulheres podem participar de forma muito mais ativa e, por isso, o Rabobank faz parte do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio desde a sua primeira edição, acreditando na importância do trabalho feminino para o agro.

*Esse material foi 100% desenvolvido por mulheres, para mulheres.