Cargill é reconhecida como empresa diversa e se destaca com investimentos para inclusão de mulheres em tecnologia

21/08/2023

Cargill é reconhecida como empresa diversa e se destaca com investimentos para inclusão de mulheres em tecnologia

Uma das principais patrocinadoras do CNMA, a empresa foi reconhecida como a mais inclusiva e diversa do agronegócio na primeira edição do Guia Exame de Diversidade

Em busca de fortalecer e fomentar cada vez mais o elo de empresas e instituições que contribuem para o protagonismo feminino e diversidade dentro do agro, a 8ª edição do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio conta com a Cargill como uma das principais patrocinadoras. 
 
Em 2019, a empresa foi reconhecida como a mais inclusiva e diversa do setor na primeira edição do Guia Exame de Diversidade, que identifica as melhores práticas de diversidade e inclusão adotadas pelas empresas brasileiras, considerando as ações afirmativas e projetos voltados ao público interno, atração e desenvolvimento de talentos e conscientização do tema junto aos líderes, funcionários e comunidades que os cercam. 

A rede Mulheres Operando no Brasil (MOB), por exemplo, é uma das iniciativas da Cargill. Desde 2015, tem como missão buscar o engajamento de todos e todas para fazerem a diferença em questões relacionadas à equidade de gênero, se posicionando como uma empresa de escolha para mulheres. 

“É lindo ver como elas buscam resultados, inovando e conectando com aprendizados de gerações passadas. Elas estão assumindo o protagonismo de suas histórias e ocupando um importante espaço no agro nacional. Devemos apoiar e investir nesta força de trabalho e eu não poderia estar mais orgulhosa de, hoje, fazer parte deste movimento’’, compartilha a diretora de Sustentabilidade para o Negócio Agrícola da Cargill na América do Sul, Leticia Kawanami.  

Força feminina na tecnologia
O crescimento do setor de tecnologia tem sido observado pelo mercado há décadas, porém, menos de 20% das vagas no setor são ocupadas por mulheres. Diante desse desafio, no ano passado, a Cargill investiu US$ 100 mil (cerca de R$ 510 mil) na América Latina em parceria com a ONG Laboratória para incentivar a mudança desse cenário. 

Criada em 2014, a Laboratória realiza treinamentos focados em TI e gestão de recursos voltados para mulheres em diversos países latinos, incluindo o Brasil. O investimento da Cargill amplia as oportunidades de emprego e contribui para a construção de uma economia digital mais diversificada e inclusiva. 

“Todos os dias vemos exemplos que comprovam que empresas que investem em diversidade prosperam mais e são mais resilientes. A Cargill valoriza a diversidade e a pluralidade em todas as suas atividades e apoiar o Congresso Nacional das Mulheres do Agro vai ao encontro do nosso compromisso de valorização das mulheres, produtoras rurais, empreendedoras, mães e chefes de família”, reforça a diretora. 

“Quando visito nossas produtoras, vejo mulheres extremamente engajadas em temas de sustentabilidade. Elas lideram os seus negócios incorporando agricultura regenerativa, economia circular, conscientização sobre biodiversidade e impacto social. Vemos muitos programas de desenvolvimento social que não existiriam se as mulheres do agro não estivessem ocupando esse espaço e vamos conversar sobre alguns desses programas durante o CNMA”.